P√≥s-Gradua√ß√£o em Sa√ļde


Voltar para p√°gina anterior

ACESSOS VASCULARES E TERAPIA INFUSIONAL

P√öBLICO ALVO: Profissionais portadores de diploma de Ensino Superior, graduados em Enfermagem.

OBJETIVO GERAL: Desenvolver o senso crítico do enfermeiro no processo de formação e implementação das boas praticas em acessos vasculares e terapia infusional, buscando aliar as evidencias cientificas a sua pratica assistencial.

OBJETIVO ESPEC√ćFICOS: 1 - Instrumentalizar o profissional enfermeiro no contexto geral dos acessos vasculares e da terapia infusional. 2 - Desenvolver racioc√≠nio cl√≠nico baseado nas evidencias cient√≠ficas. 3 - Fundamentar o processo de gest√£o da pratica assistencial no contexto dos acessos vasculares e terapia infusional.

CARGA HOR√ĀRIA: 420h¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬†¬† C√ďDIGO NO MEC¬†¬†51.521

COD

DISCIPLINA

C.H.

01

Contextualiza√ß√£o da Terapia Intravenosa e acessos vasculares no Brasil e no Mundo M√≥dulo I ‚Äď Acessos Vasculares e Terapia Infusional como uma Especialidade M√≥dulo II ‚Äď Legisla√ß√£o e Bio√©tica

35

02

Conhecendo as estruturas e o sistema vascular ‚Äď Anatomia e Fisiologia

60

03

Terapias Infusionais
      M√≥dulo I ‚Äď Farmacologia
1. Farmacovigil√Ęncia.
2. Tecnovigil√Ęncia.
3. Hemovigil√Ęncia.
4. Farmacoepidemiologia.
5. Prevenção de erros de medicação.
6. Farmácia Clínica como aliada das boas práticas.
7. Solu√ß√Ķes intravenosas: Solu√ß√Ķes parenterais, quimioter√°picos entre outras.
8. Indica√ß√Ķes e contraindica√ß√Ķes das solu√ß√Ķes administradas nas respectivas vias de acessos vasculares.
M√≥dulo II ‚Äď Classifica√ß√£o dos cateteres
1. Quanto ao tempo de permanência
2. Quanto ao tipo de terapia administrada
M√≥dulo III ‚Äď Tipos de dispositivos de acessos para Infus√£o nas especialidades
1. Dispositivos periféricos: Arteriais e venosos
2. Catereres venosos centrais de cursos e de longa permanência: Tunelizados e não tunelizados Totalmente implantado e semi-implantado
3. Cateteres para monitoriza√ß√£o hemodin√Ęmica e oximetria central
4. Principais cateteres utilizados para hemodi√°lise
5. Principais cateteres utilizados para oncologia
6. Outras vias de acessos: Subcut√Ęneo e Intra√≥sseo
M√≥dulo IV ‚Äď A import√Ęncia dos dispositivos vasculares na Terapia Infusional

135

04

Apoios Diagnósticos e Avanços na Terapia Infusional
1. Exames Laboratoriais.
2. Aprendendo por imagens ‚Äď RX, AccuVein, Venus Baby, VeinViewer.
3. US como determinador de boas pr√°ticas assistenciais.

35

05

Gest√£o de boas pr√°ticas em acessos vasculares e terapia infusional
M√≥dulo I ‚Äď Forma√ß√£o e implanta√ß√£o do time de acessos vasculares e time de terapia intravenosa

M√≥dulo II ‚Äď Vis√£o estrat√©gica das boas pr√°ticas da terapia infusional
1. Precificação
2. Auditoria: aliada ou opositora
3. Prevenção de infecção de corrente sanguínea

M√≥dulo III ‚Äď Gest√£o da qualidade e seguran√ßa do paciente em acessos vasculares e terapia infusional

M√≥dulo IV ‚Äď Sistematiza√ß√£o da Assist√™ncia e Enfermagem na terapia infusional

60

06

Metodologia da Pesquisa

20

07

Trabalho de Conclus√£o de Curso - TCC

60

APROVAÇÃO: Para conclusão do curso, obtenção do título e expedição de certificado o aluno deverá ter média superior a 7,0 em todas as disciplinas e frequência superior mínima de 75% da carga.




Voltar para p√°gina anterior


Inscreva-se neste curso - clique aqui.


RECONHECIMENTO: Portaria MEC n0 1005 de 17/05/2001 PUBLICAÇÃO: DOU de 22/05/2001